19 maio 2017
Unir os Amorenses em torno do Amora FC

Unir os Amorenses em torno do Amora FC

O 96º Aniversário do Amora Futebol Clube (AFC) incluiu dois momentos principais. No dia 30 de abril, a Sociedade Filarmónica Operária Amorense (SFOA) recebeu a apresentação do projeto do novo Estádio Municipal da Medideira, a entrega de emblemas de 50 e 25 anos de associados, e de troféus aos atletas do futebol juvenil. No dia 1 de maio, dia do aniversário, a Mundet Factory acolheu nova apresentação do projeto e um jantar convívio.

No momento de intervenções, Paulo Silva, presidente da assembleia geral do AFC, lembrou «tempos muito difíceis, em 2012, quando o clube teve um processo de insolvência que visava o seu encerramento» e considerou que «desse tempo de fraqueza se fez a força que levou os Amorenses a unir-se em torno do clube e de um novo projeto que ao fim dos quatro anos tem a sua situação contributiva com o Estado regularizada».

O presidente da direção do AFC, Carlos Henriques, enfatizou que «para além de honrar a sua história, o AFC quer voltar a fazer história pelos melhores motivos» e elencou alguns triunfos dos últimos anos: «a parceria no futebol juvenil, os campos sintéticos, a constituição de oito para dez equipas e a presença de duas equipas em competições nacionais», entre outros resultados. «Um trabalho que tem que continuar», assegurou ainda.

Manuel Araújo, presidente da Junta de Freguesia de Amora, assinalou a coincidência do aniversário do AFC com o Dia do Trabalhador para salientar que «de facto, a atual direção do clube tem sido de muito trabalho, e transformou e recuperou o Amora na sua situação financeira, nas suas instalações, assim como na sua aposta na formação desportiva de crianças e jovens».

O presidente da Câmara Municipal do Seixal lembrou «os diferentes momentos da vida do Amora, vividos pelas suas diferentes direções com uma enorme paixão pelo clube». Joaquim Santos lembrou o percurso feito desde 2013 «que procurou a conciliação e acordos de pagamento com todos os particulares e entidades públicas a quem era devedor».

De acordo com Joaquim Santos, «estamos muito perto de realizar o sonho do clube e a Câmara Municipal do Seixal tem já prevista este ano uma verba de 200 mil euros para apoiar este projeto». O presidente de câmara alertou, no entanto, que «para que a obra possa avançar é necessário que o proprietário do estádio assine um acordo para a qualificação desta infraestrutura com Câmara Municipal do Seixal e a direção do AFC».

O momento contou ainda com a intervenção de Júlio Vieira, diretor da Federação Portuguesa de Futebol, e de Francisco Cardoso, presidente da direção da Associação de Futebol de Setúbal.

Visitas: 340